Cole��o Aryon Rodrigues

Biblioteca Digital Curt Nimuendaju biblio at ETNOLINGUISTICA.ORG
Tue Aug 12 05:38:17 UTC 2008


A Biblioteca Digital Curt Nimuendaju tem a satisfação de anunciar o
lançamento da Coleção Aryon Rodrigues
(http://biblio.etnolinguistica.org/aryon), que reúne uma amostra da
produção científica de um dos lingüistas que mais têm influenciado no
desenvolvimento dos estudos das línguas indígenas brasileiras. Apesar
de não se pretender exaustiva, a Coleção (que deverá ser gradualmente
ampliada) visa a ser representativa das contribuições do autor em suas
diversas áreas de atuação. Isto se reflete na escolha dos seis artigos
incluídos nesta fase inaugural. Um deles, de conteúdo programático
('Tarefas da lingüística no Brasil', 1966), representa os esforços do
autor no processo de consolidação institucional dos estudos
científicos das línguas indígenas brasileiras; os demais constituem
modesta amostra de suas contribuições para o conhecimento da família
lingüística Tupí-Guaraní, lidando com aspectos da gramática do
Tupinambá ('Morfologia do verbo Tupi', 1953; 'A composição em Tupi',
1951; 'Argumento e predicato em Tupinambá', 1996) e da classificação
interna da família Tupí-Guaraní ('Relações internas na família
Tupí-Guaraní', 1985; 'A língua dos índios Xetá como dialeto guarani',
1978).

Este último, uma das poucas fontes publicadas sobre o Xetá, tem
particular interesse para a lingüística histórico-comparativa, não só
por determinar a posição genética do Xetá dentro da família
(eliminando a idéia de que o Xetá seria uma 'língua mista'), mas
também por ilustrar um caso fascinante em que o uso de locuções
descritivas para substituir palavras tabuizadas, a substituição de
termos herdados por construções metafóricas inspiradas na mitologia e
a ocorrência de processos profundos de mudança fonológica podem
contribuir para obscurecer a identificação de cognatos. O artigo
'Relações internas na família Tupí-Guaraní' é, por outro lado, um bom
exemplo de como a lingüística histórico-comparativa pode contribuir
com áreas afins na resolução de alguns problemas clássicos da
etnografia sul-americana, servindo, entre outros propósitos, para
questionar a hipótese (devida inicialmente a Couto de Magalhães) da
origem "Karijó" dos Avá-Canoeiro, demonstrando que a língua deste povo
(cujos remanescentes vivem em Goiás e no Tocantins) pertence, de fato,
ao mesmo subgrupo que reúne línguas faladas mais ao norte (o Tapirapé,
o Asuriní do Tocantins e o Tembé).

Na criação da Coleção Aryon Rodrigues, a Biblioteca Digital Curt
Nimuendaju conta com o apoio do Laboratório de Línguas Indígenas da
Universidade de Brasília, nas pessoas de Ana Suelly Arruda Câmara
Cabral e Lidiane Szerwinsk Camargos. Como sempre, sugestões e
comentários são muito bem vindos
(http://biblio.etnolinguistica.org/contato).

-- 
Biblioteca Digital Curt Nimuendaju
http://biblio.etnolinguistica.org/

Para receber informações sobre novos acréscimos ao acervo da
Biblioteca, assine nossa lista de anúncios:
http://groups.google.com/group/nimuendaju

A Biblioteca Digital Curt Nimuendaju é uma iniciativa do portal
Etnolinguistica.Org (http://www.etnolinguistica.org).
-------------- next part --------------
An HTML attachment was scrubbed...
URL: <http://listserv.linguistlist.org/pipermail/etnolinguistica/attachments/20080812/91aa9080/attachment.html>


More information about the Etnolinguistica mailing list