Cur é 'porco': distribuição em Tupí-Guaran í

hilda.msi hilda.msi at TERRA.COM.BR
Sat Aug 23 19:25:56 UTC 2008


Prezado Eduardo

Os Kinikinau e os Terena  (Aruak) também usam kûre  para porco. 
Segundo Henri Ramirez (que esteve aqui coletando dados sobre animais), muitos nomes dessas duas línguas são empréstimos do Guarani. 
Como esses povos viveram muito próximos desde um passado meio distante, seria interessante saber quem tomou emprestado de quem esses nomes para animais. 
Abraço
Ilda


De:etnolinguistica at yahoogrupos.com.br

Para:etnolinguistica at yahoogrupos.com.br

Cópia:

Data:Fri, 22 Aug 2008 23:51:15 -0400

Assunto:[etnolinguistica] Curé 'porco': distribuição em Tupí-Guaraní

Prezados,

Alguém poderia me informar qual seria a distribuição da palavra kuré 'porco 
doméstico' na família Tupí-Guaraní? Sei que ocorre nas línguas do grupo 
Guarani, mas não a encontro nas fontes que consultei (Lemos Barbosa, 
Martius) para o Tupinambá. Será que teria ocorrido no Tupí da Costa? Qual 
seria seu significado original?

Formas semelhantes (prováveis empréstimos) ocorrem com o mesmo significado 
em línguas de outras famílias, tal como o Kipeá e o Krenák. No início pensei 
que se, na família Tupí-Guaraní, seu uso fosse limitado ao grupo Guaraní, 
línguas como o Krenák a teriam recebido via Língua Geral Paulista (que, 
sendo baseada no Tupí de São Vicente, estaria mais sugeita a influência 
Guaraní). Mas, como ocorre em Urubu-Kaapor (kure 'porco doméstico'; 
dicionário disponível no site do SIL Brasil), tive que pôr minha "teoria" de 
molho...

Ficaria grato por quaisquer informações sobre o assunto. Desde já, 
muitíssimo obrigado.

Abraços,

Eduardo

----------------
Eduardo Rivail Ribeiro
http://blog.etnolinguistica.org


 
-------------- next part --------------
An HTML attachment was scrubbed...
URL: <http://listserv.linguistlist.org/pipermail/etnolinguistica/attachments/20080823/a534943b/attachment.html>


More information about the Etnolinguistica mailing list